Mãos, gatilhos e uma só sentença

Old crazy man, lying on the street, Varanasi Benares India
                                           Old crazy man, by Jorge Royan

(…) e eu, logo mais à noite, pensava: “Com essas mãos, com que ele agora afaga minha cabeça de uma forma impaciente e decidida, ele carregou pistolas, rifles, puxou gatilhos, deu safanões”. Dia seguinte, olhava e pensava, de novo: “Com essas mãos”. Procurava nelas algum indício do passado, mas eram mãos como as outras. Tem gente que é louca por mãos. “Fulano tem belas mãos!”, e outra: “Sicrano tem mãos horríveis!” As mãos do nosso homem não têm diferença alguma das demais. Nada muda. Pelas mãos vemos que eu, ele e você somos os mesmos condenados, à mesma sentença.

Dênisson Padilha Filho. Com essas mãos, In O herói está de folga (Kalango, 2014, contos).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s