A Baunilha nossa de cada dia

Carole,_Sea_8 - Copia
Carole, Sea. By Mike Powell.

 

Ana Farrah Baunilha passando por aqui, trazendo doses consideráveis de seu lirismo acre. Sei lá se faz bem, se mata, se aleija; mas com certeza, deixa um perfume entorpecente e precioso pros que gostam de ver a palavra pulsar.

 

Cárcere

A Índia determinando o ‘direito fundamental dos pássaros’. Queria escrever sobre, mas perdi o impulso na última poda, cortaram minha asa tão rente que desaprendi a voar. De dentro da gaiola ninguém ouve o grito, pensam que estou cantando. Desde ontem os guardas redobraram a vigilância, caso eu pare de cantar. Finjo calma, enquanto bico as quirelas, mas vou fazer greve de fome e me espremer entre as grades.

***

Descontrole, vergonha, deus meu, a vergonha tamanha de ontem quando me viram olhando pra dentro pensando com cara de besta, tão besta quanto os apaixonados quando estão apaixonados, bestas.

Fui até o parquinho pra sorrir escondida e nunca mais mostrar os dentes pra ninguém além das crianças, só elas merecem nosso riso. E delas não tenho vergonha. Elas ainda não sabem que um dia serão bestas, olhando pra dentro, apaixonadas. A paixão é uma besteira só. É uma vergonha. O descontrole é uma vergonha. Apaixonar-se deveria estar obsoleto.

***

Bruxa, Medusa, Tigresa faminta. Olhos de vinho e de morte. Vinte e duas mentiras. Não, minto, foram vinte e duas mil mentiras, ou mais… já não reconheço aquela mulher no espelho, a outra.

Cruzei com ela certa vez e dela me vesti durante uma tempestade interminável.

Aconteceu de vir o vento e levá-la, junto com a tormenta que também era, por assim dizer, minha intempestiva imagem.

[tão inoportuna quanto].

me2 (1)Ana Farrah Baunilha é gaúcha da leva de 81, filha de chilenos. Foi cigana na vida passada. Abandonou o curso de Letras pra trabalhar com Estética e poesia independente. Escorpiana hiperativa, leitora compulsiva de bulas de remédio. Esteticista. Faz versos no banho, entre uma massagem e outra. Cobra bem. Possui um autismo brando e enxerga arte onde não existe.

Anúncios

Um comentário sobre “A Baunilha nossa de cada dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s