Retificando a vida | Resenha sobre “Aquela música”, novo livro de contos de Luís Pimentel.

Aquela música (Myrrha, 2016, contos). Novo livro de contos do escritor Luís Pimentel. Segue aqui uma breve resenha que espera dar conta desse sólido e muito preciso volume de histórias curtas desse autor, já, há muito, consagrado e premiado mestre do gênero. Há bastante tempo a música acompanha Pimentel em sua carreira, já que é … Mais Retificando a vida | Resenha sobre “Aquela música”, novo livro de contos de Luís Pimentel.

Estradas feitas para se perder | Por Sérgio Tavares

Este é o título da resenha de Sérgio Tavares sobre o Trilogia do asfalto (Editora P55, 2016, contos), meu livro mais recente. Para minha alegria, a resenha está na Diversos Afins, revista eletrônica de literatura: [..] Em “Trilogia do asfalto”, o baiano Dênisson Padilha Filho se arrisca na execução do mesmo procedimento, e se sai bem. Os … Mais Estradas feitas para se perder | Por Sérgio Tavares

Por que diferente?

Domingo à noite. O pai lê dois, três e-mails que deixou passar. O filho de seis anos brinca com o smartphone, autômato, olhos vidrados. ― Pai. ― Oi, filho. ― Sonho é diferente de pesadelo? ― É sim ― agora ele se vira pro filho pra responder. ― Por que diferente? ― o guri, sem … Mais Por que diferente?

‘Outro livro na estante’

Outro livro na estante (Mondrongo, 2015, contos) é uma coletânea de contos organizada por Herculano Neto e Gustavo Felicíssimo, reunindo 11 autores que escreveram histórias inspiradas em músicas de Raul Seixas. Fui convidado por Herculano Neto a participar; aceitei e entrei com o conto Continue na linha, uma livre inspiração na canção A maçã. O lançamento … Mais ‘Outro livro na estante’

Nunca fomos melhores, uma resenha de Fabrício Brandão.

Fabrício Brandão, editor da exitosa Diversos afins, revista de literatura e arte, escreveu uma resenha sobre O herói está de folga (Kalango​, 2014, contos), de Dênisson Padilha Filho​. Segue abaixo um trecho: Em tempos de alguma pungente desesperança, redentores são figuras cada vez mais escassas. Para desejar que tais seres existam e assumam devidamente uma função … Mais Nunca fomos melhores, uma resenha de Fabrício Brandão.